Belo Vale, Boa Morte – Reabertura da Igreja Nossa Senhora da Boa Morte. Domingo, dia 12/06.

0
214

Foto: Tarcísio Martins. Capela Nossa Senhora da Boa Morte expressão do barroco mineiro. Documentos e certidões, acervo do Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana, revelam que em 1731 foram realizados batismos no primitivo templo.  

 

Próximo domingo, dia 12/06, a Paróquia de São Gonçalo da Ponte, Belo Vale, irá celebrar a reabertura da Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte. O templo construído em 1731, expressão do barroco mineiro, teve o seu interior cuidadosamente restaurado, pelo Grupo Oficina de Restauro (Adriano Reis Ramos). Imagens, retábulos e todos os elementos artísticos que compõem a decoração vão dar um novo brilho e valorizar o patrimônio cultural barroco.

O projeto foi elaborado em 2011, pela Associação do Patrimônio Histórico, Artístico e Ambiental de Belo Vale (APHAA-BV), e tramitou-se nos órgãos estaduais durante longos onze anos, até que fosse executado.  Contou com a parceria da MITRA – Arquidiocese de Belo Horizonte, através da Sociedade Civil Espírito Santo, para a gestão e coordenação. O valor das obras de R$ 571.062,47 foi financiado pelo Fundo Estadual dos Direitos Difusos (FUNDIF), através de edital público do Conselho Estadual dos Direitos Difusos (CEDIF), SEDESE, Estado de Minas Gerais.

Foto: Maurício Cordeiro. A equipe do Grupo Oficina de Restauro prepara os detalhes finais do retábulo-mor, para compor a decoração interna.

 

Uma merecida programação foi preparada pela Paróquia de São Gonçalo da Ponte, em parceria com a Associação do Patrimônio Histórico, Artístico e Ambiental de Belo Vale (APHAA-BV). A Celebração Eucarística será presidida pelo Padre Wellington Eládio Nazaré Faria.

Programação: Domingo, dia 12/06.

9:20 horas – Carreata com a imagem da padroeira, saindo do Salão Paroquial rumo à Boa Morte;

10:00 horas – Recepção da imagem no adro da Igreja da Boa Morte, com apresentações da Banda de Música Santa Cecília e o Coral Cantantes da Boa Morte.

Em seguida – Celebração Eucarística, Missa por Padre Wellington Faria.

O presidente da APHAA-BV, Romeu Matias Pinto convida a todos os belo-valenses para participarem deste importante ato: – “Uma reconhecida homenagem à comunidade tradicional da Boa Morte, que valoriza o seu patrimônio cultural religioso, com uma trajetória de 300 anos de história.

Foto: Tarcísio Martins. Restauradores trabalharam intensamente para recuperar as peças. – “Toda a ornamentação interna do templo sofreu variados danos, ocasionados principalmente pelo ataque dos insetos xilófagos e por intervenções inadequadas efetuadas ao longo dos anos. Acrescente-se ainda que as alterações do índice de umidade relativa do ar foram responsáveis pelos excessivos descolamentos e perdas observados na camada pictórica.” Adriano Reis, Grupo Oficina de Restauro.

Tarcísio Martins, jornalista e ativista sócio cultural.

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA